Arquivo da tag: paulicea desvairada

Paulicea Desvairada 2016

Concerto de abertura 

Concerto do Ciclo Integral das Missas de Mozart no Salão Nobre do Theatro Municipal (2015)

De volta às suas atividades desde fevereiro, o Coral Paulistano prepara a obra “A Criação” de J. Haydn para o concerto de abertura da temporada 2016. Influenciado pelos oratórios de Handel que conheceu em viagens à Inglaterra, Haydn compõe uma de suas obras mais conhecidas que remete à diferentes estilos musicais, transitando entre o classicismo e romantismo. Os solistas da obra são os cantores do Coral Paulistano Rosemeire Moreira, Davide Rocca, Jean William, Indhyra Barbosa e Vicente Sampaio. Acompanhado pela Camerata Paulistana, o coro interpreta a obra completa com legenda em tempo real.

Neste mesmo dia haverá o lançamento do projeto “São Paulo Cidade Coral”, coordenado pelo Coral Paulistano, que busca incentivar a atividade coral na cidade através de concertos diários gratuitos. Outro evento concomitante é a mostra “Paulistano 80 Anos” onde fotos e documentos produzidos ao longo da história do coro são expostos no Salão Nobre do Theatro Municipal. Como atual diretor artístico do grupo muito me emociona fazer parte desta história. 

Temporada 2016

BM__9944
Concerto do Ciclo Integral das Missas de Mozart no Salão Nobre do Theatro Municipal (2015)

Na temporada Paulicea Desvairada 2016, a série de concertos do Salão Nobre do Theatro Municipal irá receber diversos oratórios de Buxtehude a Mendelssohn. A série na Sala do Conservatório, Praça das Artes, intitulada Mosaico Internacional irá homenagear um país específico todo mês apresentando obras de seus principais compositores. Além destes concertos, o Coral Paulistano se apresenta com mais frequência no palco do Theatro Municipal. Dando continuidade ao processo de territorialização da atividade coral, o grupo também realiza concertos gratuitos em CEU’s e participa de apresentações de outros coros. 

 

Anúncios

Coral Paulistano vai aos CEU’s

A proposta de territorialização da música coral e suas diversas facetas, abraçada pelo Coral Paulistano na temporada de 2014, leva para a temporada de 2015 uma série de concertos nos Centros Educacionais Unificados (CEU’s). Dia 08 de março foi a estréia desta série intitulada “Coral Paulistano vai aos CEU’s”. Acompanhado pela Camerata Paulistana, o coro apresentou no CEU Rosa da China uma obra brasileira intitulada “Missa de Alcaçus”. Com os convidados Caio Ferragini e Azael Rodrigues na percussão e Lulinha Alencar na sanfona, o grupo surpreendeu o público heterogêneo, formado por crianças, adultos e idosos. Composta por Danilo Guanais, atualmente professor na UFRN, esta obra é marcada pela estrutura da missa europeia, em latim, com ritmos característicos nordestinos. Este repertório foi apresentado ano passado em 5 lugares diferentes, como iniciativa da disseminação das atividades corais em pontos distantes da região central da cidade.

Dentre os lugares em que esteve apresentando tal repertório estão CEU Alvarenga, CEU Jambeiro e CEU Vila Atlântica. Em Julho o grupo apresentou, no CEU Jaçanã, um repertório de frevos que integra a série “Encontros com a Dança” da Praça das Artes. A partir de então passaram a levar aos CEUs diversas modalidades e formações corais.

Em agosto, o Coral Paulistano levou um repertório diverso aos CEUs duas vezes: dia 08/08 o grupo apresentou o concerto Samba, da Série Encontros com a Dança, e dia 22/08 uma parte do coro esteve no CEU Uirapuru para apresentar músicas de Câmara de Gioachino Rossini, Gaetano Donizetti e Richard Genée sob direção do maestro italiano e também cantor do Coral Paulistano, Davide Rocca. O mesmo repertório de Samba foi apresentado dias 19 e 26 de setembro no CEU Parque São Carlos e CEU Perus, respectivamente, sob regência de Luiz Marchetti e dia 24/10, no CEU Casa Blanca.

Os últimos concertos, até agora, aconteceram dia 07/11 no CEU veredas e CEU Perus ao mesmo tempo. No primeiro, uma parte do Coral Paulistano esteve sob regência do cantor do grupo Wagner Dias, apresentando diversos sambas com a participação de Caio Ferragini na percussão e Rodrigo Garcia no piano. No CEU Perus, outra parte do coro esteve sob regência de Davide Rocca, apresentando obras de G. Rossini, G. Donizetti, com a participação do pianista do Coral Paulistano, Renato Figueiredo.

A extensa programação de concertos nos CEU’s continua até o fim do ano, disponível na página do Coral Paulistano. Acompanhe!

Encontros com a Dança

08/08

No programa do encontro com o Flamenco o Coral Paulistano apresentou, sob regência de Luiz Marchetti, música espanhola de 1500 até os tempos atuais, com a participação de Emiliano Castro – violão de 7 cordas, Luciano Khatib na percussão, Isadora Nefussi – bailarina de Flamenco e Everton Gloeden no violão.
O encontro “caliente” foi marcado pelas batidas da dança e pela sonoridade do violão típicos deste ritmo.

19/09

As Danças Latino-Americanas ganharam popularidade pela sua elegância, sensualidade, dramaticidade e ritmo contagiante que contém influências espanhola e africana. O Coral Paulistano, neste encontro, passeou pelos diversos ritmos latinos e representou a diversidade presente em nossa música.
No programa, Ariel Ramirez, José Rincón, Carlos Guastavino, Emilio Grenet e Rodrigo Prats. Como convidado, o grupo Palimpsesto, de música neolatina formado em meados de 1988, mesclou estruturas musicais clássicas com ritmos e instrumentos latinos, divulgando compositores como Víctor Jara, Violeta Parra, Atahualpa Yupanqui, César Isella e Patrício Manns, entre composições próprias.

17/10

Este encontro com as Danças Barrocas apresentou ao público a Giga, dança de origem francesa caracterizada pelos pequenos passos e movimentos delicados e elegantes; o Minueto, que foi muito popular na corte de Luís XIV, difundindo-se pela Europa nos séculos XVII e XVIII; a Passacaglia, nascida no início do século XVII na Espanha e a Sarabanda, dança popular espanhola que ganhou espaço na corte francesa no século XVII.
O Coral Paulistano apresentou obras de Thomas Morley, Baldassare Donato, Thoinot Arbeau, Marc Antoine Charpentier, Claudio Monteverdi, Mateo Flecha, Gaspar Fernández e Orlando di Lasso com a participação dos instrumentistas de música barroca. Desta vez o encontro foi delicado e trouxe um clima renascentista ao ambiente.

Frevo e danças populares na Praça das Artes

06/06

Neste concerto o Coral Paulistano realizou um encontro com o frevo.  Ao ganhar letra no frevo canção, o gênero saiu do âmbito pernambucano para tomar o país, cativando e inspirando diversos compositores como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Edu Lobo e Edmundo Villani Côrtes cujas obras foram apresentadas pelo coro ora a capela, ora acompanhado por piano ou pela Orquestra Capibaribe. Este último, formado em 2007 por irmãos e amigos músicos do Cabo de Santo Agostinho, toca em blocos de rua, festas e palcos de Pernambuco, com o objetivo de preservar os ritmos tradicionais como Frevo, Caboclinho, Ciranda e Baião. Ao fim do concerto, uma surpresa: enquanto a Orquestra Cabibaribe solava seu último número musical, o passista de frevo Elson Leite entrou com seu guarda-chuva e roupas coloridas convidando a plateia a aprender o passo, encerrando o concerto em clima de festa.

11/07

A criatividade do povo brasileiro, influenciado pela cultura de suas colônias, possibilita a criação de uma imensa variedade cultural artística como música, dança, poesia, pintura, entre outras expressões.
Inspirado nesta rica cultura, o Coral Paulistano dedicou um concerto às Danças Populares. O coro apresentou música tradicional portuguesa e israelense, música espanhola, tarantella, música húngara e polonesa, além de músicas do folclore nacional. Um panorama musical que remete a alguns dos povos que constituem a identidade brasileira.
Sob regência de Luiz Marchetti e de alguns cantores do Coral Paulistano como Jan Szot e Marcelo Santos, o coro recebeu o Grupo de Capoeira Água de Menino e seus convidados, que apresentou uma delicada performance ao fim do concerto e convidou o público ao palco encerrando o encontro em uma ciranda animada.

Concertos na Sala do Conservatório 

04/03

A abertura da série “Encontros com a Dança” foi um sucesso. O Coral Paulistano Mário de Andrade realizou seu primeiro encontro na Sala do Conservatório – Praça das Artes – apresentando o samba em diversas formações. Esta série tem como marca os encontros que o grupo fará com danças características de diversos lugares do mundo, apresentando variados estilos de composição e arranjos para coro. O primeiro concerto divertiu e surpreendeu o público com a participação de alguns integrantes da bateria da Escola de Samba Vai-Vai,  escola vencedora do carnaval 2015 em São Paulo, além do mestre-sala e porta-bandeira. Estes concertos aproximam os coralistas do público, já que estão em uma formação reduzida. Parte do programa esteve sob minha regência e parte do programa sob regência de Luiz Marchetti. A Sala do Conservatório esteve lotada. Foi um bom início de temporada.

25/04

Mais um concerto animado na Praça das Artes. Desta vez houve um encontro entre o Coral Paulistano e as “marchas”, sob regência de Luiz Marchetti. O repertório contemplou diversos estilos e momentos da história das machas. O Coral Paulistano interpretou desde marchas militares, composições de schubert, às marchinhas de carnaval. O final da apresentação surpreendeu a plateia com a participação da Banda da Polícia Militar do Estado de São Paulo. O encerramento foi caloroso: o grupo cantou “O Abre Alas” convidando o público a dançar e cantar. Terminamos o concerto num alto astral, sob chuva confetes e serpentinas.

Abertura da temporada 2015

O Coral Paulistano apresentou um belíssimo concerto na última semana de fevereiro. Estivemos em diferentes lugares para a execução do”Requiem” de Mozart junto a uma desconhecida e surpreendente obra, a Missa Diligite, do compositor brasileiro Mozart Camargo Guarnieri.

Dia 27/02 abrimos a temporada de concertos de 2015 e do Salão Nobre do Theatro Municipal. Na presença de convidados ilustres como o diretor do Theatro Municipal de São Paulo, John Neschiling, apresentamos empolgados estas obras em parceria com a Orquestra de Câmara da ECA-USP, que também iniciou sua temporada de 2015 neste dia. O Salão Nobre, este ano, será sede do Ciclo Integral das Missas de Mozart com a participação da Camerata Paulistana. Algumas missas são pouco conhecidas, ou esquecidas, portanto teremos a oportunidade de realizar execuções inéditas no Brasil.

Em 28/02 estivemos no Teatro do Colégio Santa Cruz, alto de Pinheiros, para difundir o trabalho do Coral Paulistano em um local onde reside importante coro de formação da cidade. Sendo assim, o concerto possuiu caráter educador. Domingo, 01/03, foi um dia interessante para todos que participaram das atividades do coro. Abrimos a “Série Igrejas”, através da qual cantaremos em diversas igrejas da cidade durante a liturgia das missas, uma parceria com a Arquidiocese de São Paulo. Neste dia estivemos na Igreja Cristo Rei, Tatuapé, para a execução da missa cantada celebrada pelo Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer. Dom Odilo, Cônego Bizon e Padre Marcelo, padre titular da Paróquia, foram entrevistados para a TV PAULISTANO, canal no YOUTUBE onde são publicadas entrevistas, trechos de ensaios e informações gerais sobre os concertos. Acompanhe!